Compartilhar
Últimas guias

O Coritiba, um dos clubes de futebol mais tradicionais do Brasil, anunciou a sua entrada no mundo dos esports através da contratação de uma equipe de Dota 2. Com isso, o clube paranaense entra no grupo de outros grandes clubes nacionais que investem no crescimento dos esports no Brasil, como o Cruzeiro, São Caetano e o Flamengo. O anúncio foi feito nas redes sociais do clube.

Na postagem, o clube afirmou que seu campo agora também será virtual, o chat será a arquibancada, os “players” serão os jogadores e os viewers serão os torcedores. Com essa contratação, o Coritiba se torna um dos primeiros grandes clubes de futebol a investir no Dota 2. Ainda, de acordo com as postagens nas mídias sociais do clube, há projetos para a construção de equipes de Valorant, CS:GO e outros jogos.

O mundo competitivo de Dota 2 na América Latina está crescendo. A entrada de um grande clube no cenário demonstra que o mercado pode evoluir ainda mais. A tendência é que mais equipes se voltem para o Dota 2. Não é por acaso. O principal campeonato de Dota 2 é aquele que distribui a maior premiação entre todos os torneios de esports. No último ano, a equipe vencedora do The International levou para casa mais de 18 milhões de dólares.

Leia também: jogo Dota 2.

Nesse cenário, o objetivo da equipe de Dota 2 do Coritiba é disputar o Circuito Profissional de Dota 2. Esse circuito, conhecido como DPC, é uma competição oficial, patrocinada pela Valve, na qual os times disputam pontos para garantirem vagas nos Majors e no The International, o maior torneio de Dota 2 do mundo.

O circuito é composto por duas divisões disputadas em seis regiões: Europa Ocidental, Europa Oriental, América do Norte, América do Sul, China e sudoeste da Ásia. Os times com o maior número de pontos na primeira divisão de cada região garantem vagas nos grandes torneios. Se você também está buscando dicas de apostas de Dota 2 para apostar nesses torneios basta dar uma olhada na nossa página de dicas.

Para alcançar seus objetivos, o Coritiba contratou um elenco que vai ser formado por Mini, Mr. Jeans, Hyko, Jupiter e Serem. A line-up é majoritariamente composta por jogadores brasileiros, mas há exceções. Mr. Jeans, por exemplo, é peruano. Com isso, o Coritiba segue uma tendência atual no mundo dos esports: a formação de equipes internacionais. É como no futebol, o time é brasileiro, mas os jogadores são de vários países.