Compartilhar
Últimas guias

A equipe do Fluxo garantiu classificação para a ESL Challenger Rotterdam 2022 de CS:GO Esports! Após derrotar a equipe da Paquetá na grande final, a equipe comandada por Adriano “WOOD7” Cerato conseguiu se garantir na próxima fase da competição, confira como foi o campeonato e a grande final!

Divulgação/ESL

Caminho até a grande final!

A Paquetá estreou na competição contra a FURIA Academy. Inferno foi o primeiro mapa da disputa, escolha da FURIA Academy, que do lado TR não conseguiu impor seu ritmo e viu a Paquetá abrir 10×5 na vantagem. Na segunda metade, a Paquetá perde o pistol round mas consegue se recuperar, vencendo os rounds importantes e fechando a partida em 16×6. Em seu mapa, Overpass, a Paquetá conseguiu fazer uma primeira metade de TR muito boa, vencendo por 9×6, sendo que na segunda metade conseguiu somar alguns pontos importantes para fechar o mapa em 16×12 e 2 a 0 na série.

A estreia do Fluxo foi mais complicada, contra a equipe do O PLANO. No mapa de escolha do O PLANO, Inferno, o Fluxo conseguiu virar a primeira metade em uma boa vantagem por 11×4. Tudo ficou mais fácil após vencerem o pistol round da segunda metade, conseguindo fechar em 16×8. O PLANO conseguiu dar o troco na Mirage, vencendo a primeira metade por 11×4 e tendo calma para fechar o mapa em 16×12 e empatar a série. Tudo foi decidido na Overpass, onde O PLANO conseguiu uma boa vantagem na primeira metade em 11×4, mas o Fluxo conseguiu repetir o placar e levar para a prorrogação. No tempo extra, vitória do Fluxo por 19×16 e 2 a 1 na série!

O Fluxo conseguiu chegar na grande final vencendo a própria Paquetá na última partida. Foi uma MD3 muito disputada, onde no primeiro mapa de escolha do Fluxo, a Paquetá conseguiu fazer uma partida sólida, vencendo por 16×7. O Fluxo conseguiu se recuperar da melhor maneira possível, vencendo na Mirage por 16×1 e no mapa decisivo Dust2 mais uma atuação impecável, 16×2 no placar e classificação garantida para a grande final. A Paquetá foi até a Chave Lower para derrotar O PLANO, perdendo o mapa Mirage por 16×10 mas vencendo Nuke e Overpass por 16×12 e 16×6, respectivamente.

A Grande Final

A grande final começou com o mapa Dust2, escolha da equipe do Fluxo. Começando do lado CT, a equipe da Paquetá venceu o pistol round e converteu alguns rounds importantes, conseguindo controlar sua economia na primeira metade, finalizando na vantagem mínima por 8×7. Novamente a equipe venceu o pistol round, agora na segunda metade, porém, o Fluxo conseguiu fazer o primeiro armado com todos os utilitários e emplacar 9 rounds em sequência, virando a partida e conseguindo fechar o mapa em 16×11, abrindo 1 a 0 na série.

Na escolha da Paquetá, Inferno, o Fluxo escolheu começar do lado CT e teve um começo de partida muito difícil, viu a Paquetá vencer o pistol round e emplacar rounds importantes para abrir 8×2 na vantagem. O grande destaque da partida foi João “felps” Vasconcellos que ao final da primeira metade conseguiu levar a equipe para uma boa reação, finalizando em 8×7 ao intervalo. Na segunda metade, do lado TR, a equipe começou com tudo, controlou a economia e deixou a Paquetá em situações complicadas. Ao final, vitória por 16×13 e 2 a 0 na série, garantindo a vaga para a ESL Challenger Rotterdam 2022!