Compartilhar
Últimas guias

Presente no Grupo D da ESL Pro League Season 16 de Counter-Strike: Global Offensive, a equipe brasileira da FURIA estreou com duas vitórias, contra a Eternal Fire e Movistar Riders. A Esports.net tem as melhores notícias CS:GO, buscando sempre informar os fãs do FPS da Valve da melhor maneira possível. Confira como foram as duas primeiras rodadas do grupo!

Divulgação/ESL

Estreia contra a Eternal Fire

A competição começou para a equipe brasileira contra a Eternal Fire, no mapa Nuke, escolha da Eternal Fire. Os brasileiros iniciaram a partida do lado CT, porém, mesmo começando do melhor lado do mapa, a equipe não conseguiu fazer uma boa primeira metade, terminando em desvantagem por 8×7. Mas isso não foi um problema, pois a FURIA começou com tudo na segunda metade, vencendo o pistol round e emplacando uma ótima sequência de rounds importantes, deixando a economia da Eternal Fire comprometida. Ao fim, vitória por 16×11, abrindo 1 a 0 na série.

O segundo mapa foi Vertigo, escolha da FURIA, que começando do lado TR conseguiu ter um bom começo, com 6×1 no placar. Porém, a Eternal Fire conseguiu se recuperar do prejuízo e virar a partida para 8×7 ao final da primeira metade. Do lado CT, os brasileiros conseguiram fazer uma boa segunda metade, chegando ao 15×12 no placar, porém, a Eternal Fire novamente busca o resultado e empata a partida, levando para a prorrogação. No tempo extra, conseguem a virada e 19×17 no placar, empatando a série.

Tudo foi decidido na Inferno. A FURIA começou o mapa do lado CT e conseguiu fazer seu dever de casa, emplacando boas sequências e terminando a primeira metade em vantagem de 10×5. Na segunda metade, venceram o pistol round e finalizaram em 16×5, 2 a 1 na série e estreia com vitória.

2 a 0 contra a Movistar Riders

A segunda rodada começou da melhor maneira possível para os brasileiros. O primeiro mapa foi Ancient, escolha da Movistar Riders, que viu a FURIA atropelar do lado CT, fechando a primeira metade por 15×0. Na segunda metade, a Movistar Riders venceu o pistol round e outros dois rounds, mas não foi o suficiente para esboçar uma reação, vitória da FURIA por 16×3.

No mapa dos brasileiros, Nuke, a partida começou com muito equilíbrio. Foram sequências de 2 ou 3 rounds para cada lado, totalizando ao final da primeira metade 8×7 para a Movistar Riders. A equipe espanhola ainda venceu o pistol round da segunda metade, juntamente com outros rounds importantes, deixando a partida em 13×7. Porém, a FURIA conseguiu um comeback incrível, virando a partida e vencendo por 16×13, 2 a 0 na série e segue invicta na competição!

A próxima partida da FURIA é contra os norte-americanos da Team Liquid, depois contra a Cloud9 e a última partida será contra a Evil Geniuses. Com essas duas vitórias, os brasileiros conseguem uma moral a mais na competição, chegando com força para as próximas partidas rumo aos playoffs.