Compartilhar
Últimas guias

A desenvolvedora do FPS Valorant, a Riot Games, anunciou o local e data para o Mundial Game Changers, torneio Feminino de Valorant que engloba equipes de todo o mundo. Em um comunicado diretamente no site da desenvolvedora, Berlim será a sede, que iniciará no dia 15 de novembro deste ano.

valorant-mundial-feminino
Divulgação/Riot Games

Nós da Esports.net somos um site especializado em trazer as melhores Notícias Valorant para os fãs e jogadores desse jogo que vem ganhando sucesso entre os amantes de videogames pelo mundo todo. Com isso, separamos todas as informações do Mundial Feminino de Valorant, confira!

Informações sobre o Mundial de Valorant Feminino

A Riot Games olhou para os fãs do Valorant Feminino, e sim, atendeu. Após a confirmação da realização do Mundial da modalidade, a desenvolvedora divulgou que o torneio acontecerá entre os dias 14 e 20 de novembro de 2022, em Berlim, na Alemanha. Serão 5 dias de competição, reunindo as oito melhores equipes femininas de Valorant.

Um fato bem curioso é que a competição receberá menos times que os campeonatos Masters e Champions, já estabelecidos dentro do cenário competitivo. Esses, são campeonatos mistos que contam com 16 equipes na disputa pelo título. A Riot também informou a divisão de vagas de acordo com as regiões competitivas, ficou distribuído da seguinte maneira:

valorant-mundial-feminino-vagas
Divulgação/Riot Games

Repercussão entre fãs e jogadoras

O que era para ser um anúncio que renderia felicidade para os fãs e jogadoras da comunidade, na verdade tornou-se um tema muito debatido e com várias formas de protesto. A maioria se manifestou na rede social Twitter, desaprovando a quantidade das equipes que foram convidadas por região, principalmente ao Brasil.

A maior crítica sem dúvidas foi sobre a quantidade baixa de equipes na disputa, apenas 8. A jogadora profissional da equipe B4 mostrou seu descontentamento na rede social.

A Riot Games se defendeu, alegando que cada região recebeu as vagas de acordo com a competitividade e a quantidade de jogadoras na região. Esse comunicado deu ainda mais motivos para os brasileiros manifestarem, visto que a região é a que teve maior quantidade de torneios femininos de Valorant no mundo.