Compartilhar
Últimas guias

A comunidade de criadores americanos no YouTube Gaming está em crise. A partir de agora, as mudanças nas diretrizes de anúncios está desmonetizando milhares de vídeos sem aviso prévio.

Segundo Daniel “RTGAME” Condren, primeiro a reportar o caso, os vídeos em seu canal estão sendo desmonetizados por não obedecer às normas nos primeiros segundos de exibição. Assim, explicaremos a razão por trás disso, e contar se chegou no Brasil.

youtube gaming

As coisas não estão boas para os criadores norte-americanos. Em novembro do ano passado, uma atualização nas diretrizes de anúncios no YouTube revelou prejudicar milhões de criadores na plataforma. A partir de agora, atos de violência em jogos eletrônicos podem não gerar receita de anúncios.

Texto retirado das diretrizes do YouTube Gaming

Cadáveres não gráficos apresentados sem qualquer contexto, violência do jogo dirigida a uma pessoa real ou atos que são fabricados para criar experiências chocantes (como assassinato em massa brutal), momento implícito da morte (como bombardear um prédio com pessoas dentro) pode não receber receita de anúncios.

Gameplay padrão em que lesões sangrentas estão presentes após os primeiros 8 segundos, tragédias não explícitas e suas consequências (como filmagens de uma cidade inundada) ou apreensões policiais como parte da aplicação da lei podem receber receita de anúncios.

Linguagem imprópria

Nossa abordagem de palavrões está mudando. Todas as variedades de palavrões agora são tratadas igualmente, o que significa que não são diferenciadas com base nos níveis de gravidade (por exemplo, leve, moderado, forte ou extremo) e não estamos mais tratando ‘’inferno” e ” droga” como palavrões.

Portanto, palavrões usados no título, miniaturas ou nos primeiros 7 segundos do vídeo, ou usados consistentemente ao longo do vídeo podem não gerar receita de anúncios.

Palavrões usados após os primeiros 8 segundos podem gerar receita publicitária. Nossa posição de não monetizar conteúdo com palavrões durante ou na maior parte do vídeo não está mudando.

Como visto acima, o YouTube aumentou a repreensão com palavras de baixo calão nos segundos iniciais de exibição. Anteriormente, os criadores não eram punidos por usar moderadamente palavras impróprias, mas a coisa mudou. Agora, palavrões usados consistentemente ao longo do vídeo, ou nos primeiros 7 segundos de exibição, entram na malha fina.

É retroativo

Mas calma, pode piorar a situação. Este conjunto de regras é retroativo, significando que produções anteriores a mudança podem ser desmonetizadas. Dessa forma, a comunidade de criadores norte-americanos entrou em choque. Por parte do YouTube, a alteração nas diretrizes entra como um esforço para distanciar conteúdos impróprios dos anúncios exibidos antes dos vídeos, mas de qualquer maneira, a mudança não foi bem recebida pela comunidade, e com uma certa razão.

Um dos principais problemas apresentados é que os vereditos dados são baseados em algoritmos, sem qualquer supervisão humana. Segundo MostCr1tikal, criador da plataforma, vídeos antigos em seu canal foram desmonetizados cumprindo as novas diretrizes, ou pelo menos, não infringindo grande parte delas em seu ponto de vista. Ele apontou que as diretrizes não são específicas o bastante, gerando confusão sobre o que é ou não permitido.

MostCr1trikal
MostCr1trikal, apenas a apresentação da sua revista em quadrinho foi o bastante para YouTube desmotizar o vídeo segundo o criador.

No modo geral, muitos criadores acreditam que as novas mudanças não fazem sentido e estão tendo um impacto negativo na comunidade. Eles pedem que a plataforma forneça mais clareza e transparência, e dessa forma, os envolva no processo de desenvolvimento. Quando implementado, muitos não tinham ideia de como as alterações iriam se comportar, pois segundo os criadores, o YouTube não os notificou.

Por enquanto Brasil fora

Já no Brasil, não tivemos nenhum comunicado de canais que tenham sido atingido por essas novas diretrizes, e esperamos que permaneça assim. Por fim, é preciso melhorar a sensibilidade de repreensão para que os vídeos realmente impróprios sejam punidos. Contudo, desmonetizar atos de violência em jogos é uma questão a parte, e é preciso da ajuda da comunidade e dos criadores para encontrar uma solução para todos. Enfim, ficamos por aqui, mas não esqueça de acompanhar todas as notícias de esports. Até logo!