Compartilhar
Últimas guias

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, anunciou a criação de uma coordenadoria de esports dentro de sua prefeitura.

Nas redes sociais, Paes fez a seguinte declaração: “Rio Capital do esports! O Rio reconhece o esports como uma importante modalidade de esporte e que traz consigo os princípios mais importantes da prática esportiva como disciplina, foco, inclusão social e competição.”

Em novembro de 2022, o Rio de Janeiro foi sede do campeonato mundial do jogo Counter-Strike: Global Offensive. Foi a primeira vez que o evento, chamado IEM Major Rio 2022, aconteceu na América do Sul. Na ocasião, a equipe russa Outsiders venceu o time norueguês Heroic. Os brasileiros da equipe FURIA chegaram às semifinais, para deleite da torcida.

Na reunião onde o prefeito do Rio declarou a criação de uma coordenadoria especial para os esports, estavam André Akkari (cofundador da FURIA), Nicolle “Cherrygumms” (proprietária da Black Dragons), Marcelo Fadul (dirigente da Miners), Leandro Valentim (CEO da Player1), Nyvi Estephan (apresentadora), Tácio “Schaeppi” (narrador), Barbara Gutierrez (jornalista) e Chandy Teixeira (jornalista).

O anúncio de uma coordenadoria de esports vem logo depois da polêmica declaração da ministra dos esportes Ana Moser, que disse que não considera esports como um tipo de esporte.

“A meu ver, o esporte eletrônico é uma indústria de entretenimento, não é esporte. Então, você se diverte jogando videogame, você se divertiu. “Ah, mas o pessoal treina para fazer”. Treina, assim como o artista. Eu falei esses dias, assim como a Ivete Sangalo também treina para dar show e ela não é atleta da música. Ela é simplesmente uma artista que trabalha com entretenimento. O jogo eletrônico não é imprevisível. Ele é desenhado por uma programação digital, cibernética. É uma programação, ela é fechada, ela não é aberta, como o esporte”, declarou Ana Moser em entrevista ao Uol na última terça-feira, dia 10 de janeiro.

A fala da ministra e ex-jogadora de vôlei caiu como uma bomba na comunidade gamer que não demorou para se manifestar nas redes sociais. O famoso streamer Casimiro Miguel classificou o comentário de Ana Moser como “grosseiro e grotesco”.

Outros nomes de bastante influência no meio gamer, tais como Bruno “Nobru” Goes, eleito o melhor jogador de Free Fire em 2019, Gustavo “Sacy” Rossi, campeão mundial de Valorant, e Paulo Neto, jogador de FIFA pelo Atlanta United dos Estados Unidos, se manifestaram contrários à opinião de Ana Moser.

“Eu acho que claramente ela é uma pessoa que não procurou se informar sobre nosso cenário, porque se soubesse um pouco dele não falaria uma bobagem como essa. Mas fico feliz que nosso cenário até hoje não precisou de ajuda de políticos e tenho certeza que continuaremos crescendo independentemente deles.” — desabafou Paulo Neto.

Leia também: os melhores sites de apostas em esports no Brasil.