Publicidade
ad
Compartilhar
Últimos guias
Publicidade
ad
Equipe da Shopify Rebellion, que teceu diversos elogios a ranked brasileira
Equipe da Shopify Rebellion, que teceu diversos elogios a ranked brasileira – Fonte: Reprodução/VALORANT Esports

O mundial do Game Changers está chegando e as equipes do mundo todo estão vindo ao Brasil. Por conta disso, as filas ranqueadas estão repletas de jogadoras profissionais, que estão treinando e mantendo o ritmo acelerado. Com isso, uma série de comentários estão sendo feitos a nossa ranked. E, por incrível que pareça, todos eles muito positivos.

Claro que isso surpreendeu bastante, porque na concepção interna, nós não temos um nível tão alto. Contudo, a realidade é bem diferente e essa não é a primeira vez que acontece. Durante o VCT Américas, os jogadores foram perguntados, inúmeras vezes, sobre jogar nos Estados Unidos. A resposta era unânime: “Muito ruim”.

Então, por que a nossa fila ranqueada é tão boa? O que acontece para que as pessoas tenham essa percepção? Vamos entender o que está acontecendo e ver o que as jogadoras estão dizendo das partidas ranqueadas brasileiras. E entender, de uma vez por todas, que a nossa região é sim muito boa e não tem o destaque, por não estar numa localização major.

O que estão falando das rankeds brasileiras?

Atualmente, o X/Twitter foi infestado de comentários das jogadoras do VCT Game Changers. Em todos eles, vimos elogios sendo traçados a nossas partidas ranqueadas. Muitos dos elogios vem da qualidade das partidas, citando as composições, comunicação e muito mais. Isso sem contar os treinos, que vem dando muito resultado.

A jogadora e capitã da Shopify Rebellion, mel, fez um tweet dizendo o seguinte:

“Nota: A ranked brasileira supera a ranked do NA. Todo mundo é tão bom mecanicamente e todos sabem o que fazer, sem precisar dizer nada.”

E ainda rebateu quem comentou que ela estava apenas atrás de likes e RT’s:

“Pode chamar de caça de like o quanto quiser, mas isso é apenas a minha opinião. Não tem insta lock com escolhas ruins, egoístas e trolls. A comunicação é pior, por conta da barreira linguística, mas é muito mais agradável.”

Para complementar mais, C0M, campeão mundial de VALORANT, pela Evil Geniuses, comentou na sua postagem dizendo:

“Eu disse isso quando fomos para lá, durante o LOCK//IN. Eles são bem legais e parecem que eles querem vencer a todo custo. Enquanto que, na ranked do NA… é, você sabe.”

O effys, treinador da equipe da Shopify Rebellion fez uma postagem, onde ele abrangeu os elogios. Além de falar das partidas ranqueadas, disse muito bem do nosso sistema de treinos.

“VALORANT no Brasil é muito melhor. Os treinos começam bem mais cedo, para que você termine o treino em um horário bom e consiga aproveitar mais a vida. Também, a ranked não está cheia de instalock, nenhum idiota comunicando, o que é legal demais para se importar com nicks como IRL_FORTNITE_PRO ou alguma merda assim.”


LEIA MAIS


Ranked BR > NA?

Os comentários não ficam apenas para os jogadores estrangeiros. Recentemente, saadhak, capitão da LOUD, disse no MD3, um comentários sobre as partidas ranqueadas brasileiras. De acordo com ele, as partidas no NA são bem trolls, com os jogadores pouco se importando com composição, escolhendo agentes focados em jogar solo, como a Reyna.

Contudo, eles possuem uma mira excepcional. A qualidade das balas é muito alta, que acaba compensando a parte tática. Junto a isso, o manito disse que os jogadores no NA conversam bastante no chat de voz, passando informação e dizendo o que vai fazer, mesmo com as escolhas trolls.

No Brasil, temos uma ranked mais tática, com os jogadores se atentando a composição, estudando mais estratégias. Porém, acabam pecando na comunicação e na mira, que pode ser um ponto negativo. Claro que isso, em épocas de campeonatos, é bom para o time. Porque eles permanecem treinando taticamente, mesmo estando em uma ranked da vida.

Confira o que ele falou logo abaixo: