Publicidade
ad
Compartilhar
Últimos guias
Publicidade
ad

Depois de algumas semanas de muitos jogos e decisões acirradas, a primeira etapa do VCT BR 2023 se encerrou. Com os resultados, as 6 equipes classificadas para os playoffs foram definidas. Agora, os times se encontram numa chave de dupla eliminação, buscando a vaga para o Ascension. Confira abaixo, como foram os últimos jogos da fase regular, chaveamento dos playoffs e expectativas para o restante do campeonato.

The Union x TropiCaos – Mais um 2-0 para a coleção do The Union

ntk, durante a partida da The Union
ntk, durante a partida da The Union – Fonte: Divulgação/VALORANT Esports Brasil

Para começar a última semana da fase regular, tivemos a partida entre TropiCaos e The Union. As equipes necessitavam da vitória apenas para marcar a colocação. A The Union queria marcar na primeira colocação, enquanto que a TropiCaos precisava se afastar do fim da tabela.

No fim, a The Union se provou, mais uma vez, como um dos times mais fortes do campeonato. A vitória por 2-0 ajudou a provar a força da equipe, criando um certo hype para o playoff. Os mapas jogados foram Ascent e Fracture, com direito a um placar de 13-1.

A Ascent foi o mapa de escolha da TropiCaos, com a adversária escolhendo o lado defensor inicialmente. Sem muitas surpresas, vimos os dois times com composições espelhadas – Jett, Kay/O, Sova, Omen e Killjoy.

No começo do mapa, a The Union apresentou uma boa defesa, chegando a fazer um placar de 6-2. Contudo, a TropiCaos começou a entender o que estava acontecendo e controlou as rodadas, conseguindo empatar a série. Na virada de lados, os dois times estavam bem equilibrados. Sem nenhuma grande vantagem para ambos, o overtime chegou. Na prorrogação, o resultado parecia que seria daqueles enormes. Porém, sem muita dificuldade, a The Union fechou por 15-13 o mapa, indo para sua escolha.

Durante a Fracture, foi possível ver duas composições diferentes. A The Union foi mais dentro do padrão, usando Raze, Breach, Brimstone, Cypher e Sage. Por outro lado, a TropiCaos deu uma inovada, com Neon, Breach, Fade, Brimstone e Killjoy.

Começando no lado defensor, vimos uma The Union implacável. Os seus adversários não conseguiram encontrar o seu jogo, sendo atropelados. Na primeira metade, o placar finalizou em 11-1, com a The Union precisando fazer apenas dois pontos no ataque, que acabou sendo o ocorrido. Com um placar de 13-1, a The Union fechou a série, marcando sua classificação em primeiro lugar.

O MVP da série foi para o havoc, que vem acumulando destaques desde o início do campeonato. Suas performances vem sendo indiscutíveis, mostrando o tamanho da sua habilidade dentro do VALORANT.

TBK Esports x 00Nation – O adeus da 00

Ryotz, após a vitória da TBK em cima da 00Nation
Ryotz, após a vitória da TBK em cima da 00Nation – Fonte: Divulgação/VALROANT Esports Brasil

Em seguida, houve a partida entre a TBK Esports e a 00Nation. Essa partida valia a vida da 00. A equipe precisava de uma vitória tranquila, para conseguir superar a TropiCaos e se classificar para os playoffs. Por outro lado, a TBK estava classificada e o resultado, negativo ou positivo, iria mudar apenas quem ela iria enfrentar.

O resultado de 2-1 acabou marcando o adeus da 00 e o avanço da TBK, rumo a vaga no Ascension. Os mapas jogados foram Fracture, Pearl e Split, com as duas equipes variando bastante as composições. Algo que, antigamente, era pouco visto e depois de constantes mudanças, o meta acabou permitindo tais flexibilizações dentro das composições.

Na Fracture, vimos a TBK jogando de Raze, Breach, Astra, Viper e Cypher. Contra a composição de Neon, Breach, Kay/O, Brimstone e Cypher, da 00Nation. Começando no lado defensivo, a TBK conseguiu impor o seu ritmo facilmente. Com um placar de 8-4, a equipe inverteu os lados com certa vantagem. Mesmo a 00Nation tentando um pouco, eles não conseguiram virar, perdendo por 13-7.

Durante a Pearl, vimos mais composições diferentes, com a TBK jogando de Jett, Skye, Harbor, Viper e Killjoy. Por outro lado, a 00Nation resolveu jogar de Jett, Kay/O, Sova, Astra e Killjoy. De um lado dois controladores, do outro, dois iniciadores. Com isso, o jogo começou com a TBK saindo na frente novamente. Mesmo não sendo por um placar tão marcante, eles viraram o lado por 7-5, indo para o ataque sem muitos problemas.

Contudo, a 00Nation conseguiu surpreender no mapa de escolha adversária e fez uma defesa bem forte. Com isso, eles empataram o placar, chamando mais um overtime. E, rapidamente, a 00 fechou o mapa, buscando fechar a série e quem sabe conseguir uma classificação.

Por fim, no terceiro e último mapa, Split, vimos a 00Nation dando adeus às suas chances. A TBK esteve em jogo usando Jett, Raze, Skye, Astra e Viper, enquanto que a 00 escolheu jogar de Neon, Breach, Kay/O, Astra e Cypher. Com mais um placar de 8-4, a TBK conseguiu impor o seu ataque, indo para a defesa sem muitas dificuldades. No final, eles fecharam o mapa por 13-7.

O MVP da série foi para o matheuzin, que fez excelentes partidas com Cypher e Viper. Contudo, vale a pena destacar o duelista da equipe, chase, que conseguiu ótimos números na série.

ODDIK x RED Canids – RED vence e crava a segunda colocação

Time da RED Canids, se preparando para a partida
Time da RED Canids, se preparando para a partida – Fonte: Divulgação/VALORANT Esports Brasil

O primeiro jogo do segundo dia começou emocionante. A partida entre a RED e a ODDIK valia a segunda colocação do campeonato. Os dois times se encontravam 4-2 e a vitória iria deixar a situação, dentro do campeonato, um pouco mais tranquila. Vencendo por 2-1, a RED Canids marcou a sua entrada nos playoffs uma etapa à frente.

Os mapas jogados foram Icebox, Fracture e Ascent, com as equipes mostrando, novamente, composições diferentes. Exceto pela Ascent, que vem se tornando um mapa muito padrão, com composições iguais e estratégias parecidas. Tornando, desta forma, um dos escolhidos para sair da fila competitiva.

Na Icebox, vimos a ODDIK seguindo o padrão, jogando de Jett, Sova, Harbor, Viper e Killjoy. Enquanto que, a RED deu uma inovada, apostando numa composição sem duelista, com Kay/O, Sova, Viper, Killjoy e Sage. Começando no lado defensivo, a ODDIK encontrou uma série de dificuldades. O ataque era absurdo, fazendo com que a RED finalizasse em 8-4.

Quando os lados inverteram, foi a vez da ODDIK entregar um ataque forte. Com mais um placar de 8-4, o jogo foi para o overtime. Rapidamente, a ODDIK conseguiu controlar e fechou o mapa por 14-12.

Na Fracture, tivemos mais duas composições diferentes. A RED Canids escolheu jogar de Jett, Raze, Breach, Brimstone e Killjoy. Do outro lado, a ODDIK optou por uma composição com Raze, Fade, Astra, Viper e Cypher. Ao contrário do mapa passado, esse já teve um placar unilateral.

Com um bom ataque, a RED Canids conseguiu fazer um placar de 8-4, indo para defesa bem tranquilos. Na virada de lados, a ODDIK chegou a fazer apenas um ponto, finalizando o mapa em 13-5, com a vitória da RED.

Por fim, chegou a Ascent, que foi o mapa com as composições espelhadas. Ambas as equipes jogaram de Jett, Kay/O, Sova, Omen e Killjoy. Por ser uma partida valendo uma colocação muito importante, o último mapa foi bem disputado.

Com uma defesa boa, a equipe da RED conseguiu uma vantagem, mesmo que baixa, indo para o ataque com um placar de 7-5. Devido ao placar na frente, mesmo com a ODDIK buscando controlar, acabou que o jogo terminou em 13-11, com a RED sendo a vencedora.

O MVP da série foi o Leozin, que jogou, em cada mapa, com um agente diferente, desde Jett e Raze, até Sage.

Liberty x Vivo Keyd Stars – O famoso showmatch

Equipe da Vivo Keyd Stars antes do jogo
Equipe da Vivo Keyd Stars antes do jogo – Fonte: Divulgação/VALORANT Esports Brasil

Para finalizar a fase regular, aconteceu a partida entre Liberty e Vivo Keyd Stars. Esse confronto não valia nada para ambos os times. A VKS já estava entre o 5º/6º lugar, enquanto que a Liberty já estava cravada na última colocação. Inclusive, o resultado por 2-0, mostrou um pouco dos motivos da não classificação da Liberty.

O primeiro mapa foi Fracture, com composições parecidas, mudando apenas uma peça. Os agentes similares foram Raze, Breach, Brimstone e Cypher. A Liberty escolheu ter dois iniciadores, optando completar com o Kay/O. Por outro lado, a VKS apostou em dois controladores, com a Viper finalizando a composição.

Na primeira metade, ambas as equipes estavam bem equilibradas. Foram raros os momentos em que um time se destacava, finalizando, dessa forma, por 6-6. Na virada de lados, acabou que a defesa da VKS foi absoluta. Perderam apenas uma rodada e fecharam o mapa por 13-7.

Por fim, chegou a vez da Pearl, com as equipes tendo, novamente, composições bem parecidas. Eles mudaram apenas o controlador, usando uma base de Jett, Skye, Viper e Killjoy. Para a Liberty, tivemos a presença do Harbor, enquanto que a VKS escolheu jogar de Astra.

Na primeira metade, a VKS esboçou que iria fazer uma boa defesa. Porém, os ataques da Liberty estavam se encaixando e conseguiram diminuir a vantagem adversária. Com isso, as equipes inverteram de lado, com um placar de 7-5, para o time da VKS. Na segunda metade, por mais que a Liberty tentasse, a VKS conseguiu finalizar o mapa, em um placar de 13-10.

O MVP da série foi para o pollo, que conseguiu encontrar um estilo de jogo consistente.

Os playoffs do VCT Challengers Brasil 2023

Com todas as partidas finalizadas, a fase final, os playoffs, do VCT BR foi definida. Com exceção de 00Nation e Liberty, todas as demais equipes se classificaram. Ou seja, The Union, RED Canids, ODDIK, TBK Esports, Vivo Keyd Stars e TropiCaos estão nos playoffs.

O sistema vai ser o famoso chaveamento de dupla eliminação. Além disso, as duas primeiras colocadas ficam uma etapa à frente. Todos os jogos são melhor de 3 mapas, exceto a grande final, que será melhor de 5.

A chave ficou da seguinte forma:

Chaveamento dos playoffs do VCT BR 2023
Chaveamento dos playoffs do VCT BR 2023 – Fonte: Divulgação/VALORANT Esports Brasil

Uma das expectativas é que a The Union continue performando muito bem. A equipe surpreendeu a todos durante a fase regular, mostrando uma sabedoria muito grande dentro do VALORANT. Além deles, a RED Canids vem se destacando bastante dentro do jogo. Claro que as demais equipes possuem uma força grande para vencer o campeonato, até porque, agora não falta material de estudo.

Os jogos terão início no dia 14 de Março até o dia 19, sem interrupção. Segue o calendário das próximas partidas:

14 de Março (terça)

Todas as partidas podem ser acompanhadas nos canais oficiais do VALORANT Esports Brasil, no YouTube e Twitch.