Publicidade
ad
Compartilhar
Últimos guias
Publicidade
ad

E o último evento do League of Legends competitivo acabou, o Prêmio CBLOL. Premiando os seus jogadores, nas mais diversas categorias, o evento foi marcado por um nome, LOUD. Dominando praticamente todas as categorias, a organização cravou a sua marca no cenário de LoL, mesmo depois de um início conturbado. Ao final do evento, o Esports.net Brasil, teve a chance de conversar com o Tinows e Brance, sobre as conquistas durante o evento.

Além das premiações padrões, o Prêmio CBLOL preparou duas surpresas, para pessoas marcantes na comunidade. Uma das pessoas homenageadas foi o ex-jogador de League of Legends e campeão mundial de Valorant, Sacy.

Vencedores do Prêmio CBLOL 2022

Jogadores premiados durante o Prêmio CBLOL. Da esq a dir: Flower, Juliera, Brance, Ceos, Tinows, Sacy, Envy, Robo e Von – Reprodução: CBLOL

O evento de premiação foi uma edição mais do que especial. Além de comemorar o retorno dos jogos presenciais, o CBLOL de 2022 teve os seus jogos no novo estúdio. Com isso, no intuito de agradecer, a Riot Games Brasil convidou os jogadores, staff, streamers, jornalistas e todos que impulsionaram o cenário competitivo.

Todo o Prêmio CBLOL 2022 foi transmitido ao vivo e os espectadores puderam acompanhar todas as premiações. Os vencedores, em cada uma das categorias foram:

Participantes: Von (LOUD), Maestro (FURIA) e Dionrray (paiN Gaming)

Vencedor: Von (LOUD)

Participantes: Brance (LOUD), Goot (FURIA) e Disamis (Liberty)

Vencedor: Brance (LOUD)

Participantes: Grevthar (RED Canids), Hauz (KaBuM Esports!) e Tinows (LOUD)

Vencedor: Tinows (LOUD)

Participantes: Access (paiN Gaming), Juliera (paiN Gaming) e Prodelta (paiN Gaming)

Vencedor: Juliera (paiN Gaming)

Participantes: Ceos (LOUD), JoJo (RED Canids) e RedBert (FURIA)

Vencedor: Ceos (LOUD)

Participantes: Quadrakill do Envy (FURIA), Pentakill do fNb (FURIA) e Pentakill do Guigo (RED Canids)

Vencedor: Quadrakill do Envy (FURIA)

Participantes: Cariok (paiN Gaming), Croc (LOUD) e Goot (FURIA)

Vencedor: Croc (LOUD)

Participantes: Brance (LOUD), Titan (RED Canids) e Trigo (paiN Gaming)

Vencedor: Brance (LOUD)

Participantes: fNb (FURIA), Robo (FURIA) e Wizer (paiN Gaming)

Vencedor: Robo (FURIA)

Participantes: Flower (paiN Gaming), Miyahara (Raizen) e Stasia (Raizen)

Vencedora: Flower (paiN Gaming)

Participantes: Celo (Miners.gg), Ranger (Los Grandes) e Tinows (LOUD)

Vencedor: Tinows (LOUD)

Participantes: Brance (LOUD), Robo (LOUD) e Tinows (LOUD)

Vencedor: Tinows (LOUD)

Entrevista com Tinows e Brance

Ao fim do evento, o Esports.net teve a oportunidade de conversar com os jogadores Tinows e Brance. Ambos foram os participantes que receberam múltiplos prêmios (Tinows com três e Brance com dois), mostrando o impacto de ambos durante o ano. Lembrando que, em 2020, Tinows havia garantido os três mesmos prêmios. Contudo, naquele ano, ele não tinha conseguido um título, mesmo com toda a performance positiva.

Além disso, o Brance é um jogador que apareceu bem recentemente no CBLOL. Vindo do Academy, o atirador da LOUD, chegou com várias cobranças, principalmente por não acreditarem na sua performance ao longo do campeonato. Mesmo tendo uma equipe bem forte e estruturada, era imaginado que o impacto do jogador seria negativo. Contudo, com o que foi possível ver, a sua adaptação e crescimento, foi algo surpreendente.

As suas duas premiações, como Atleta Revelação e Melhor Atirador, foram uma das melhores provas de como ele se destacou. Principalmente levando em conta os seus adversários, em ambas as categorias. No de Revelação tinha o Goot, que conseguiu desbancar um dos nomes mais renomados na selva atual, Ranger. Enquanto que, na categoria de Atirador, os seus concorrentes foram jogadores bem tradicionais no CBLOL, Titan e Trigo.

Entrevistas pós Prêmio CBLOL 2022

Assim que o Prêmio CBLOL encerrou, os convidados foram levados a uma sala, para confraternização. Nesse momento, os jogadores premiados foram fotografar e abriram espaço para conversar um pouco. O Esports.net teve a honra de ser um dos jurados e convidado para o evento, com isso, teve a chance de conversar com dois grandes nomes do cenário, Tinows e Brance.

Tinows, depois de receber os seus prêmios de Melhor Meio, Craque da Galera e Melhor Jogador do CBLOL – Reprodução: CBLOL

Quando conversamos com o Tinows, o atleta contou como foi receber, novamente, a tripla premiação. Como falamos logo acima, o mesmo havia conquistado isso uma vez e agora repetiu o feito, fora a performance absurda. E neste ano de 2022, houveram vários midlaners com muito destaque, como o Hauz e o Dynquedo, que, mesmo não tendo o título, fizeram um ótimo split.

“É muito importante, para mim,  conseguir receber esses prêmios. Eu sou um jogador velho já, estou há muitos anos jogando League of Legends profissionalmente. E, nos últimos anos, eu venho vendo uma evolução minha como jogador. Com isso, receber esses prêmios é como uma resposta a tudo isso que eu venho fazendo. Esse ano foi melhor que em 2020, quando eu recebi esses mesmos prêmios, porque eu saí campeão do CBLOL 2022.”

Em seguida, o jogador contou um pouco dos seus planos para 2023. É esperado uma mudança na equipe, fora os outros dois times que estão entrando dentro do cenário, como foi anunciado (Fluxo e Vivo Keyd Stars). Então, muita coisa irá mudar e, com isso, novos desafios vão aparecer, principalmente para uma equipe campeã e com uma performance muito boa no exterior.

“Eu acho que, independente da cobrança da galera e dos prêmios que eu ganhei, o meu foco vai continuar sendo o mesmo – melhorar a cada dia e conseguir mais títulos para a LOUD. Fora isso, queremos ter uma performance, ainda melhor, nos campeonatos internacionais. Esse ano já fomos superiores, conseguindo ficar 3-2 na Fase de Entrada, mas queremos a classificação para a Fase de Grupos. Quem sabe em um MSI ou num Worlds, conseguimos conquistar mais o nosso espaço e ir melhor?”

Brance e os seus prêmios de Atleta Revelação e Melhor Atirador, no Prêmio CBLOL 2022 – Reprodução: CBLOL

Se de um lado o Tinows estava tranquilo, mesmo com tanta felicidade, tínhamos o Brance. O atirador estava extremamente alegre e eufórico e não era para menos. No seu primeiro ano no CBLOL, o jovem jogador conseguiu ser campeão, performar bem internacionalmente, se tornar um ícone lá fora (com o seu Bot Gap) e ganhar dois prêmios. Os seus resultados são bem notáveis, conseguindo conquistar uma multidão de fãs.

“Sempre foi o meu objetivo conseguir conquistar tanta coisa, desde lá do Academy. Realmente é algo indescritível, mas como eu disse, era o meu sonho e por isso corri tanto atrás. Chegar onde estou hoje, me deixa muito contente e esses prêmios são uma prova viva. Consegui ser o Atleta Revelação e Melhor Atirador e tinha nomes bem fortes em ambas as categorias. Tudo isso só me dá mais vontade de continuar a jogar e a entregar o meu melhor todos os dias. Estou muito hypado, feliz, animado para tudo que está por vir. Ano que vem vai ser muito bom, não só para mim, mas para todo o cenário.”

Contudo, sabendo de tanto destaque, existe uma coisa que surge com isso – as cobranças. Se tornar uma referência é uma responsabilidade muito grande. Além de precisar se provar todos os dias, o jogador precisa estar no seu mais alto rendimento todos os dias. Com a fama, vem os fãs e com eles, a cobrança por resultados ruins. 

“Pressão, seja por parte de jogadores ou por parte da torcida, nunca mexeu comigo, como eu sempre disse. Ter nervosismo é normal, como eu senti na final do CBLOL e Worlds, mas eu não me deixo abalar por conta disso. Eu tenho os meus objetivos muito bem pensados e isso me ajuda a seguir em frente. Vou continuar dando os meus passos e crescendo cada vez mais. Ano que vem vai ser ainda melhor e espero alcançar tudo aquilo que eu planejo.”

Premiações especiais

Como falamos no início, houve algumas homenagens especiais durante o evento. Sejam para as organizações ou pessoas que marcaram o cenário. Mesmo com o Prêmio CBLOL levando em conta apenas o segundo split, são nesses momentos que são lembrados alguns acontecimentos do primeiro.

E foi exatamente nisso que a Riot focou, ao chamar Felippe “Corradini” Corradini e João Paulo “jp” Garcia, CEO’s da RED Canids Kalunga. Durante o segundo split de 2021 e primeiro split de 2022, não existia nenhuma equipe que conseguia pensar em vencer da RED Canids. O feito executado pelos jogadores foi algo incrível, se tornando um exemplo de união e lealdade.

Além disso, Bruno “PH”, CEO da LOUD, foi chamado ao palco, pela vitória no CBLOL 2022 segundo split. A organização conseguiu resultados gigantescos ao longo do ano, em diversos jogos. Mesmo com um início duvidoso e um pouco desastroso, a equipe chegou nos playoffs com uma força grande. No final, sua vitória por 3-0 contra a paiN Gaming, no Ginásio do Ibirapuera, com 10 mil torcedores, sagrou a equipe como a grande campeã.

Os Unknown Legends, homenageados durante o Prêmio CBLOL 2022 – Reprodução: CBLOL

De surpresa, a Riot Games convidou os Unknown Legends. Pessoas que movimentam o cenário do League of Legends, com projetos em união com a desenvolvedora. Entre eles, a Vicky, da Wakanda Streamers, Suuhgetsu, CEO da Libras nos Esports, Pedro Fracassi e Namaria, fundadores do Inhouse GG, foram os convidados a subirem no palco e receberem as homenagens pelos trabalhos.

Sacy depois de receber a sua homenagem no Prêmio CBLOL, com um troféu exclusivo, unindo o minion do LoL, com o Robomba do Valorant – Reprodução: CBLOL

Ao final, o jogador campeão mundial de Valorant e ex-jogador de LoL, Sacy, foi chamado ao palco. A jornada do Sacy, nos jogos da Riot Games, foi algo memorável. Ele foi campeão brasileiro, no CBLOL, com uma das campanhas mais emocionantes . Depois de se aposentar, o jogador migrou para o Valorant e conseguiu marcar o seu nome no jogo. Campeão brasileiro diversas vezes, Sacy montou um ousado projeto junto a LOUD e conseguiu o seu maior objetivo – ser campeão mundial.